2000px-Konami.svg

Inúmeras são as razões que levam uma empresa a mudar seu foco de negócio. Seja por conta de custos ou oportunidades, empresas de todos os ramos ficam em constante alerta para otimizar seu negócio em um mercado extremamente competitivo. E para a indústria dos jogos isso não é diferente. Não é novidade grandes empresas da indústria dos games mudando seu foco para se adequar a uma nova realidade de mercado.

O que não é saudável é essa mudança de direcionamento ser tão detrimental à cultura comporativa da companhia que essa passa a tornar-se destrutiva. Esse aparentemente é o caso da Konami.

Para quem anda ligado na indústria dos games, sabe que as relações entre a empresa e o desenvolvedor Hideo Kojima já estiveram melhores. Mas o problema estende-se além dele. Toda a Kojima Productions (divisão da Konami responsável por desenvolver os títulos da série Metal Gear) tem sofrido com mudanças radicais dentro da empresa e agora os rumores apontam para níveis ainda maiores de mudança, afetando a empresa inteira.

Segundo um relatório da Nikkei, a mudança de perspectiva da Konami, passando de um foco em jogos de console para jogos de dispositivos móveis/sociais, tem afetado negativamente a cultura interna da empresa, no que se refere a forma com a qual os seus trabalhadores são tratados. Algumas das alegações incluem:

  • Funcionários que deixam o escritório da empresa para almoçar estão sendo monitorados rigorosamente com relação ao tempo. Aqueles que demoram muito para voltar têm seus nomes expostos publicamente dentro da empresa.
  • Que existem câmeras nos corredores do escritório que não estão lá por motivos de segurança, mas sim para monitorar as ações dos funcionários da própria empresa.
  • Que desenvolvedores dentro da Konami que não sejam vistos como valiosos são realocados para funções como guarda de segurança, faxineiro ou algum papel na fábrica de máquinas de caça-níquel.

O que será que está realmente acontecendo? Será mesmo que tudo isso é necessário? Se as informações apresentadas no relatório forem qualquer coisa próxima da verdade, possivelmente estamos diante do mais novo vilão da indústria dos games.